A Fotografia como um esporte

Gabriel Heusi – um apaixonado por diversas modalidades esportivas – se tornou especialista em fotografia de ação


IMG_6343
Fotos: Gabriel Heusi

Durante os últimos dez dias (de 10 a 20 de outubro) foi sediado pelo quinto ano consecutivo a Semana Guga Kurten, em Florianópolis, cidade natal do tenista mais querido do Brasil. O fotógrafo Gabriel Heusi, também residente da capital catarinense, foi escolhido como o fotógrafo oficial do evento. “Todo mundo trabalhando sincronizado para atender qualquer demanda, durante 13 dias direto e dormindo em média 5 horas por dia…”, comentou o fotógrafo em sua página no Facebook sobre a ‘maratona’ que acaba de concluir. Para esta cobertura ele contou com a parceria de seu amigo, também fotógrafo, Anderson Pinheiro, e sua esposa Kamila Zulian, responsável por distribuir as imagens para a mídia.
Um dia após o término do evento Gabriel conversa com o a equipe do Portal Photos e concede um entrevista exclusiva, para fazer parte da série especial com fotógrafos de esporte. Conheça um pouco mais deste atleta que virou fotógrafo e hoje clica quadras, pistas e natureza com a presença do elemento homem, sempre buscando saúde, ou seja, praticando esportes.

Idade
: 32 Anos
Naturalidade: Brasília
Graduação: Publicitário com Pós Graduação em Marketing.
Profissão: Fotógrafo
Equipamento fotográfico: Canon
Estado civil: Casado
Filhos: 1
Hobby: Surfar e jogar FIFA (rs)
Comida favorita: Uma boa costela
Música: MPB
Livro: Nuno Cobra – A semente da Vitória
Lugar: Costa da Lagoa – Florianópolis
Religião: Espírita
Planos para o futuro: Olimpíadas
Um momento bom: Quando recebi uma ligação dois dias antes dos Jogos Mundiais Militares para fazer a cobertura.
Contatowww.gabrielheusi.com / gabriel@gabrielheusi.com

bg007

Portal Photos: Como você entrou no universo da fotografia de esportes?
Gabriel Heusi: Quando mais jovem fui atleta de diversas modalidades, fiz natação, saltos ornamentais, capoeira, surf… Sempre gostei de imagens de ação, esportes e aventura, mas nunca conseguia imagens minhas. Acho que isso ajudou muito a escolher a fotografia esportiva.
PP: Quais as modalidades esportivas que você mais trabalha?
GH: Corrida de Aventura, Surf, Triatlon, Tênis e Vela.
bg_0001_4218

PP: Qual sua maior fonte de inspiração? Algum nome da fotografia que te serve como referência?
GH: Os atletas, pois sem eles nada acontece, sem a dedicação, sem sofrimento, sem alegria, dor e tudo o que o esporte proporciona, não teríamos as fotos que realmente não precisam de legendas. Não tem como não falar do trabalho do Ivo Gonzalez e gosto muito do trabalho do Bernard Brault e do Dave Black.
PP: Fale um pouco sobre este projeto que você está produzindo na Instituição Gustavo Kuerten.
GH: Venho fazendo alguns trabalhos com ele há algum tempo. Já fiz algumas fotos de treino para publicidade e alguns registros para acervo pessoal dele. Acho esse cara demais, carismático, sempre sorrindo e faz um trabalho social muito bom junto com as APAES de SC. O último que fiz para eles terminou neste domingo, dia 20, em que eu e minha equipe fizemos a cobertura fotográfica do terceiro maior torneio infantojuvenil de tênis realizado no Brasil, com mais de mil atletas de 16 países. A minha proposta foi contar como esse evento foi de uma forma que se assemelha com o estilo de vida do Guga, da forma como ele trata as pessoas e como ele é visto, um ídolo muito carismático e atencioso por todos.

IMG_6943

bg001

PP: O momento registrado que mais te marcou? Fale um pouco sobre ele…
GH: Nos jogos mundiais militares quando peguei uma cena quase na altura da água, em que uma atleta está fazendo um simples aquecimento antes de entrar na piscina e na foto ela aparece como se estivesse sorrindo para a foto e a água, as gotas d’agua fazem um efeito na imagem que achei lindo.
PP: Como você enxerga essa popularização das câmeras esportivas?
GH: Acho que não só aconteceu a popularização das câmeras esportivas, mas da quantidade de fotógrafos que temos nessa área. Mas, sempre falo para a minha equipe que quanto mais fotógrafo pra registrar um único momento maior a chance de você fazer as melhores fotos e até as mais diferentes. Enquanto todo mundo fica em um único e mesmo lugar fotografando vejo que é a hora de sair e buscar algo que somente eu estou vendo, e me focar nisso. Pois, hoje temos muitas fotos boas, fotógrafos fantásticos, mas poucos são as pessoas que enxergam o tema de uma forma que ainda ninguém viu.

bg003

PP: O que você deixaria como dica para quem pretende iniciar nesta área?
GH: Saia da zona de conforto, estude o esporte antes de fotografar, entre principalmente na cabeça do atleta e sinta o que ele sente. Pense que se você fizer isso, você não esta apenas fazendo uma boa foto, mas estará passando exatamente o que está acontecendo naquele momento.
PP: Algum momento ou situação que você gostaria de registrar e não teve oportunidade?
GH: Olimpíadas, mas estou buscando isso nos próximos anos e vou chegar lá.

bg005

bg006

Fonte photos.uol.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s